Acesso Exclusivo
Busca no site

Empresa com Valores visa a promoção do conhecimento e a disseminação dos valores da DSI – ética, solidariedade, justiça, verdade, bem comum – junto aos empreendedores, empresários, dirigentes, profissionais liberais e demais pessoas que tenham influência no desenvolvimento social e econômico da comunidade, para que possam aplicar esta informação em favor do crescimento social, econômico, moral e espiritual dos irmãos da comunidade em que atuam e pertencem. Assim, que possam contribuir de maneira efetiva para a diminuição da desigualdade e o aumento da fraternidade nas comunidades.

Macro plano do Empresa com Valores – EcV:

macroplano

O coração do programa Empresa com Valores é a formação dos Grupos de Reflexão e Vivência – GRV’s, que consistem no agrupamento de pessoas por afinidades pessoais, sociais ou empresariais, com o objetivo de promover ‘reflexões e partilhas’ acerca dos princípios e valores do pensamento social cristão e quais são suas possibilidades de aplicação prática no dia a dia do trabalho e nos relacionamentos profissionais. Nestes encontros, o grupo tem a oportunidade de trocar experiências e promover a ajuda mútua nas questões e dilemas do dia a dia.

Os GRV’s são auto-gerenciados, formados por grupos de afinidades de oito a dez integrantes, se reúnem quinzenalmente ou mensalmente, por 1h30min. O período do dia e o local dos encontros são definidos pelo grupo.

O conteúdo dos GRV’s são apresentados por “Módulos”, compostos de dez encontros cada um deles. O Módulo I, consiste no nivelamento dos valores da DSI e na compreensão do livro Rentabilidade dos Valores (publicado pela UNIAPAC). O Módulo II, baseia-se na publicação do Conselho Pontifício de justiça e Paz do Vaticano, A vocação do líder empresarial – uma reflexão. Já o terceiro, tem como base a Encíclica Laudato Si.

O EcV vem se disseminando por meio de reuniões e eventos empresariais, encontros em paróquias e contatos diretos junto a Bispos, padres e associados da ADCE em todo Brasil. O primeiro passo consiste em encontros de sensibilização e reuniões de conhecimento.
Na conferência de sensibilização a proposta é apresentada na sua concepção ampla, ou seja, a intenção de formar uma corrente de empresários e empreendedores do bem, que possam fazer negócios de forma ética, justa e moral – com pensamento no bem comum; e que a partir desta prática possam ter mais lucro e efetividade em seus negócios, empreendimentos e relações comerciais.
Já a reunião de conhecimento apresenta de forma prática, com um grupo já pré definido os passos de formação e de encontros dos GRV’s, sua dinâmica e conteúdo.

Metodologia

  • Conceito – C
  • Reflexão – R
  • Pergunta – P
  • Aplicação – A
  • Key Word – KP
  • Long Tail – LT

Conceito (C)

Referencial teórico e premissa para a reflexão. Consideram-se as informações e conhecimentos que o membro do grupo traz consigo. Dada a diversidade e a impossibilidade de constituir-se uma variável de igualdade nos grupos, partimos de alguns pressupostos básicos para estabelecer os conceitos basilares. São eles:

  • Ligação com a Igreja – são católicos; indicados diretamente ou indiretamente pelo Pároco.
  • Ligação com o ambiente – por afinidade econômica, afinidade religiosa, afinidade social, afinidade por categoria de trabalho, afinidade associativa, afinidade pela premissa conceitual do projeto.
  • Ligação por cristandade – tem algum conhecimento prático das diretrizes cristãs, mesmo que de modo tácito.
  • Ligação por atividade econômica – economicamente ativos; como empresários, dirigentes, profissionais liberais, micro empreendedores.
  • Ligação pela vontade – desejo de conhecimento, que carrega a disposição para busca de informações complementares.

C = Rt + Pb

C – Conceito
Rt – Referencial teórico
Pb – Premissas básicas

Reflexão (R)

Ponto convergente entre o ‘conceito’ lançado e o entendimento individual, como ponto de alicerce o objetivo focal do grupo, assim definido:

O GRV – Grupo de Reflexão e Vivência congrega pessoas por afinidade em torno da necessidade e da disposição de se buscar elementos colocar em prática os valores cristãos no dia a dia dos negócios; para que a economia reflita no social, em busca da diminuição das desigualdades e na procura do bem comum a todos os homens.

A reflexão deve ter uma sequência lógica, que se inicia por nivelamento conceitual e segue de forma diametral, transversal e contínua pelo livro base proposta (Rentabilidade dos Valores – ADCDE Uniapac)

R = C + Og

R – Reflexão
C – Conceito
Og – Objetivo Grupo 

Pergunta (P)

Eixo metodológico que visa aglutinar e direcionar pensamentos, questionamentos e necessidades de expressão acerca das temáticas modulares.

A pergunta inicia a discussão do encontro. Se deseja que a pergunta incite a reflexão pela memória prática; ou seja que se busquem respostas no cotidiano.

A pergunta pode ser de “negação” e “afirmação”.

Ex: Por que não conseguimos colocar em prática a maioria dos conceitos cristãos em nosso dia a dia de trabalho?

Em um momento de crise financeira, com necessidade de contenção de custos, como devo me considerar meus valores cristãos?

diagarma

Aplicação (A)

Momento em que o grupo já está envolvido na discussão ou no pensamento reflexivo, introduz-se um elemento de apoio, que vai levar a conclusão esperada e para o ‘fechamento’ do dia.

Este elemento, pode ser um texto, um trecho, uma passagem do Evangelho, um case, um depoimento, um testemunho, um vídeo.

A = R + Ea

A – Aplicação
R – Reflexão
Ea – Elemento deApoio

Key Word (KW)

Qual a palavra chave do dia? Como o grupo pode resumir a reflexão baseada nos elementos dispostos e na diversidade apresentada. A conclusão deve ser consensual e o animador deve anotar e confirmar com o grupo.

o consenso garante a unicidade do grupo, mesmo para aqueles que discordem da keyword, levarão a reflexão para a continuidade dos encontros.

KW = C + R/P

KW – Key Word
C – Conceito
R – Reflexão
P – Pergunta

Long Tail (LT)

São expressões chave. Vamos nos valer metodologicamente de dois sentidos. Primeiro, após a definição da palavra-chave, o grupo deve se sentir capaz de exprimir de forma objetiva qual o sentido desta palavra.

E ao longo dos encontros, formaremos um long tail de todas as palavras-chave para que o grupo tenha definido conceitualmente seu conhecimento acerca dos temas tratados.

LT  =  (R+C) + KW

LT – Long tail
R – Reflexão
C – Conceito
KW – Key word

 

Parceiros