Capitalismo Consciente

Capitalismo Consciente

ADCE UNIAPAC BRASIL
torna-se parceira do
Capitalismo Consciente
Brasil
A ADCE UNIAPAC Brasil e o Capitalismo Consciente
Brasil assinaram um acordo de parceria e cooperação
conjuntas. As duas associações trabalham pela real
transformação da sociedade por meio do bem
comum e da dignidade do ser humano no mundo
do trabalho e dos negócios.
Os valores que norteiam a ADCE e o CC Brasil são
convergentes e a partir de agora passam a se integrar
na busca de projetos e ações que possam trazer os
valores éticos e morais nas nossas atitudes do dia a
dia, de nossas empresas e relações sociais.
A ADCE UNIAPAC tem como base fundamental
a formação de empresários, dirigentes e
empreendedores com a sólida base do Pensamento
Social Cristão e entende que estes pilares são
universais e devem ter capilaridade em todos os
segmentos da nossa sociedade.
Desde 1931, quando foi criada na Europa, a ADCE
UNIAPC foi pioneira nas ações práticas referentes
à Responsabilidade Social Empresarial e a parceria
com o Capitalismo Consciente Brasil, mais uma vez
demonstra o espírito arrojado e a liderança junto
aqueles que buscam uma sociedade mais justa e
solidaria.
Conheça mais sobre o
Capitalismo Consciente
O que é Capitalismo Consciente?
O Capitalismo Consciente é um movimento global
que se originou nos Estados Unidos a partir de um
estudo acadêmico conduzido por Raj Sisodia, Jaf
Shereth e David Wolf. O estudo tinha o objetivo
de verificar como algumas empresas conseguiam
manter alta reputação e fidelidade dos clientes sem
ter investimentos exorbitantes em publicidade e
marketing.
Antes de ser publicado, o estudo chegou ao
conhecimento de John Mackey, CEO da Whole
Foods, que identificou no manuscrito muitas
características e atitudes que há muitos anos já
aplicava em seu negócio. Posteriormente, com a
contribuição de Mackey, o estudo evoluiu para o
livro Firms of Endearment (traduzido no Brasil como
“Empresas Humanizadas”), publicado em 2007, que
explana sobre como as empresas lucram a partir da
paixão e propósito. Iniciava-se então o movimento
Capitalismo Consciente.
Os pilares do
capitalismo consciente
A prática do Capitalismo Consciente é baseada em
quatro princípios:
Propósito Maior – O propósito de uma empresa
deve ser muito mais do que simplesmente gerar
lucros: é a causa pela qual a empresa existe.
Cultura Consciente – Cultura consciente é a
incorporação dos valores, princípios e práticas
subjacentes ao tecido social de uma empresa. Ela
conecta os stakeholders uns aos outros e também
ao seu propósito, pessoas e processo
Liderança Consciente – Os líderes conscientes são
responsáveis por servir ao propósito da organização
criando valor para todos os seus stakeholders e
cultivando uma Cultura Consciente de confiança e
cuidado.
Orientação para Stakeholders – Um negócio
deve gerar diferentes valores para todas as partes
interessadas, os chamados stakeholders.